Nossa História - Mary Fawcett

Nossa História - Mary Fawcett

Nunca me lembro de não ter ouvido falar de Jesus. Tive a bênção de crescer num lar cristão, onde meus pais amavam, honravam, adoravam e ensinavam sobre Jesus Cristo e Seu amor pelos seres humanos. Este é o amor que o levou a morrer na cruz para tirar o pecado do mundo, e ressuscitar dos mortos para vencer a morte, o inferno e a sepultura!

A igreja com nossos irmãos e irmãs lá, era nosso centro social. Nós nos amávamos e queríamos que os outros soubessem da vida disponível em Cristo Jesus junto com a igreja.

Quando eu tinha 12 anos, em uma reunião de jovens em nossa igreja em um sábado à noite, senti um chamado definitivo do Espírito Santo para ser uma enfermeira missionária, e nunca me desviei desse curso e chamado.

Essa chamada, eventualmente, depois de eu me-casar com um homem comprometido com o ministério e sermos abençoados com dois filhos, Deus nos levou a ir para um país da América do Sul para servir ao Senhor. Isso foi há muito tempo, com muitas experiências variadas e maravilhosas do amor, cuidado, disciplina e proteção de Deus. Deus nos deu mais dois filhos biológicos e um adotado. Acreditamos que nossa maior herança está na vida dessas pessoas confiadas aos nossos cuidados e ensino.

Mas minha vida nem sempre foi como começou. Pouco antes de vir para nosso novo lar, entrei num período intenso de teste de minha fé e a disciplina do meu Pai Celestial. Foi uma longa jornada de três anos de profunda depressão, dolorosa busca da alma, dúvida debilitante e uma sensação de desespero opressor. Eu não conseguia entender por que passaria por essas coisas, quando sempre e apenas queria amar e servir ao Senhor. Eu questionei todas as bases da minha fé; passei a duvidar de que realmente tivesse conhecido Jesus; eu acreditava que talvez eu não fosse realmente chamada do Senhor para ser Seu; Eu me perguntei se estava enlouquecendo; e experimentei ataques sombrios do inimigo de nossas almas. Esses ataques chegaram ao ponto de sugestões específicas sobre como acabar com minha vida, e eu poderia ter agido de acordo com elas. Talvez tivesse agida nessas sugestões, se não tivesse medo de encontrar Deus naquela condição. Algo no fundo do meu coração me disse que quando eu morresse, ainda teria que estar diante do Deus do universo, e eu sabia que não estava pronto para isso.

Dias se passaram comigo mal tendo energia para fazer as coisas mais necessárias para cuidar de uma família. Eu carregava minha Bíblia comigo e lia quando podia, mas me sentia condenado por tudo que li. A vida era um poço profundo e escuro, de onde eu não conseguia ver nenhuma luz. Eu clamava ao Senhor dia e noite, mas não tinha certeza de que Ele me ouvia. A esperança morria dia após dia.

Então, uma noite, depois que as crianças foram para a cama e meu marido estava em um estudo bíblico, eu estava sentada na cama lendo um livro que uma amiga havia me dado, chamado “Queríamos Ver Jesus”, de Roy Hession . De repente, senti uma onda de paz tomar conta de mim e fiquei assustado. Lembro-me de ter pensado: “É assim que eu costumava me sentir!” Então, uma revelação abençoada do Espírito Santo de Deus veio ao meu coração. Percebi que durante todo o tempo em que passei por essa angústia de alma, a graça de Deus esteve comigo. Eu “vi” minha própria pecaminosidade diante do Senhor, e que estava cheio de uma justiça própria, o que me impediu de abraçar Sua maravilhosa graça em minha vida. Eu "vi" meu coração rebelde desde a infância até a idade adulta, mas ao mesmo tempo, recebi olhos espirituais para ver a poderosa graça de Deus que nunca me deixou, mesmo quando eu estava tão cheio de si e rebelião que não podia ve-Lo. E com essas revelações para minha alma, veio uma alegria transbordante de que o Pai tinha me amado o suficiente para NÃO me deixar onde eu estava, me afogando em meus caminhos pecaminosos, mas para me mostrar o pecado, para que eu pudesse ver Sua graça e glória. Imediatamente comecei a louvá-lo como um disco quebrado: “Obrigado, Jesus, obrigado, Jesus, obrigado, Jesus, experimentando o borbulhar da alegria do Senhor em meu coração e saindo pela minha boca!

Naquela mesma noite, tudo mudou na minha vida ... e eu quero dizer TUDO! Onde havia desespero, veio esperança; onde havia caos, veio paz; onde havia rebelião, veio doce submissão; onde havia distância de Deus, veio uma nova proximidade com Ele que nunca mais me deixou; onde havia hipocrisia, veio humildade em saber que, sem Ele, não posso literalmente fazer nada de valor eterno. Mas a compreensão mais preciosa foi que NUNCA estou sem ele. Ele é meu tudo, meu tudo em tudo, meu maior tesouro e a Luz e o Amor da minha vida. Amo-O de todo o coração e desejo ajudar os outros a conhecerem o amor que excede todo o entendimento. Só você é digno, ó Senhor, de receber honra, glória, poder e bênção agora e para sempre! Amém.

Deixe um comentário

Os comentários devem ser aprovados antes de serem publicados